EDUCAÇÃO NO SÉCULO XXI EM UM MUNDO EM CONSTANTE TRANSFORMAÇÃO

Paulo Renato Souza

O cidadão capaz de produzir, consumir e participar da vida social não pode mais ser educado apenas durante uma etapa de sua vida.

 

O conhecimento se renova a cada cinco ou dez anos, por conseguinte, a capacidade de aprender permanentemente passou a ser a condição para o exercício da cidadania na Sociedade do Conhecimento.

Detalhe verde
Ingresso nas melhores universidades

Desde sua fundação em 1999, a Escola Internacional de Alphaville diferencia-se por seu projeto educacional arrojado e adequado à sociedade contemporânea.

Criada segundo as mais avançadas e eficientes conquistas na área de educação, garante uma formação bilíngue altamente qualificada, procurando se superar a cada dia.

Ao preparar seus educandos para os novos tempos de mudanças vertiginosas, estes terão maiores chances de enfrentar, com sucesso e criatividade, um mundo competitivo e em contínuo processo de transformação.

Graças a uma visão pluralista e ao incentivo às múltiplas competências e habilidades, a Escola Internacional garante a seus alunos uma educação que lhes permite pensar de forma global, desenvolvendo-os de uma maneira integral e levando-os a se conscientizarem de que vivemos num mundo no qual a educação é continuada e as pessoas, eternas aprendizes.

A globalização exige das pessoas cada vez mais conhecimentos sólidos e diversificados, versatilidade, resiliência, capacidade de identificação e resolução de problemas, trabalho em equipe, autonomia para selecionar as informações, analisá-las quanto a sua veracidade e importância, sintetizá-las em conhecimento, aplicá-las em situações reais do cotidiano, bem como o conhecimento de outras línguas para se conectar.

A proposta da Escola Internacional de Alphaville responde a esse desafio. Aqui, as crianças, a partir de 1 ano até a idade de ingressar nas melhores universidades do Brasil ou do exterior, estudam inglês dentro de um inovador sistema de imersão total, com técnicas eficientes de ensino e vivência.

Nosso projeto de educação internacional preserva a identidade sócio-histórico e cultural brasileira, sem deixar de lado a necessidade de o aluno adquirir um amplo conhecimento de cultura internacional, ou seja, de se tornar um cidadão do mundo, sem, porém, perder suas raízes brasileiras.

Para tanto, seus fundadores visitaram - e visitam - as melhores escolas dos países de primeiro mundo e empreenderam estudos e pesquisas de vários anos para vivenciarem diferentes realidades pedagógicas.

Agregue-se a tal iniciativa uma prática pedagógica e educacional de mais de cinquenta anos de experiência de seus fundadores, de lecionar em diversas escolas de educação infantil até a universidade, bem como de assessoria a várias escolas brasileiras, e será possível perceber mais claramente a essência de nossa escola.