Ir para a página inicial
Fale conoscoEnglish version Localização
Principal Escola Educação Infantil Ensino Fundamental Ensino Médio  |  Vestibulares Admissão de Novos Alunos Novo Portal dos Pais Na Mídia Trabalhe conosco
 
Aulas e projetos

Escola promove evento de cordel
31/05/2006
Na Escola Internacional

o cordel aportou,

trouxe poesia e saber,

e aos alunos encantou



Com seu jogo de rimas,

histórias e musicas entoou,

ensinou meninos e meninas,

a beleza da arte num lindo show.





Com o intuito de desvendar a origem e o desenvolvimento do cordel, a Escola Internacional promoveu, na tarde da última terça-feira, 16 de maio, o evento “Cordel – da Idade Média aos dias de hoje”.

Coordenado pelo professor de português José Eduardo, o evento levou os alunos do High-School a uma viagem por essa rica forma de expressão cultural e popular, em cujo universo temas como a astúcia, o cangaço, a valentia e o amor ganham um ritmo envolvente, em uma arte inteiramente associada à musicalidade.

Convidado especial, o ator, arte-educador, cordelista e repentista César Obeid ilustrou com maestria os assuntos propostos, agraciando todos que acompanharam a apresentação com seu talento e conhecimento.

“O objetivo foi levar os alunos a conhecerem a literatura de cordel produzida no Brasil e ao longo da História, para dessa maneira poder estabelecer semelhanças entre a literatura de cordel atual e a literatura produzida na Idade Média”, explica o professor José Eduardo.

Para completar, os alunos tiveram que produzir cordel. A repercussão entre os jovens foi a melhor possível, e houve total envolvimento na atividade, que foi desenvolvida com satisfação e interesse.

Segundo Micaela Montero, aluna do High 1, foi extremamente educativo conhecer mais sobre a teoria e o processo histórico do cordel, desde sua criação até a chegada e estabelecimento no Nordeste brasileiro. “Aprendemos a sextilha, a técnica para se fazer o cordel. No começo parecia impossível, mas depois ficou fácil. Além disso, a apresentação foi super gostosa, houve uma interação agradável”, observa.

Micaela também citou os benefícios adquiridos com o novo aprendizado. “Ajuda a elaborar uma carta ou texto mais rico, estimula a imaginação e deixa o raciocínio mais rápido”, analisa.

Já para Kevin Csettkey, do High 1, tudo o que se aprende de novo pode ser usado no vestibular, “o que é positivo” “Foi bom no sentido de aumentar minha cultura, principalmente o conhecimento sobre literatura brasileira”, explica.

Apreciadora de literatura e poesia, Maria Clara Ferreira Guimarães, do High 1, sentiu-se identificada com o evento. Como já tem o costume de escrever reflexões e poesias, Maria Clara percebeu vantagens além da própria cultura geral que foi transmitida. “Gostei porque não foi uma atividade meramente explicativa, e sim demonstrativa, o que facilita em muito a absorção do conteúdo. Aprendi a fazer rima e isso ajudou na questão da rima poética e a desenvolver o vocabulário. Foi muito divertido”, completa.



O cordel



Manifestação literária associada ao Nordeste, o cordel, ao contrário do que se possa imaginar, não é originário da bonita e sofrida região do Brasil.

Surgido na Europa no começo da Idade Média, entre os séculos XI e XII – período correspondente ao Trovadorismo na literatura – o cordel era uma arte de caráter popular, e sua forma de transmissão era oral.

Os responsáveis pela propagação das histórias eram os trovadores, que também divulgavam as cantigas líricas e satíricas da época.

Passaram-se quatro séculos até que essas histórias faladas fossem colocadas no papel. Isso aconteceu com o surgimento da imprensa, no século XV, quando foram feitos os primeiros livretos de cordel.

Produzidos inicialmente em papel ordinário, tiveram diferentes denominações até ganharem a alcunha pela qual são conhecidos atualmente. E isso se deu quando começaram a serem vendidos pendurados em barbantes ou cordões – que significa “cordel” em língua provençal.

É impossível precisar quando e como os livros penetraram no Brasil-colonial. O que se sabe é que se estabeleceu no Nordeste e assumiu características particulares, como o fato de ser escrito invariavelmente em versos. O primeiro cordel publicado no país data de 1890, de autoria do paraibano Leandro Gomes de Barros.



Mais Aulas e projetos
 
Ana Flávia, do site Alphamães, mostra a Escola Internacional de um jeito que você nunca viu! Clique aqui e veja o vídeo.
Lista de Materiais 2017
Estúdio Escola Internacional
Atividades de Extensão
Vídeos               > Ver todos os vídeos
Mural

Matrículas

Informações no Setor de Atendimento

Conheça a Escola Internacional

Agende um visita pelo telefone
11 41346686

Calendário
Outubro/2017
12/10/2017
Feriado - Nossa Senhora Aparecida e antecipação Dia dos Professores

13/10/2017
Emenda de Feriado

Mais Calendário

Restaurante
ALMOÇO

/
Salada:
Prato Base:
Prato Principal:
Prato Opcional:
Guarnição:
Verdura:
Sobremesa:

Cardápio do mês

LANCHE

20/10
Salgado:
Opção:
Fruta:
Suco:
Bebida:
Complemento:

Cardápio do mês

Artigos
ESCOLA INTERNACIONAL DE ALPHAVILLE
Av. Copacabana, 624 - Cond. Empresarial 18 do Forte - Alphaville - Barueri - SP | Tel: (11) 4134 6686
Política de Privacidade . Todos os direitos reservados